domingo, 19 de setembro de 2010

.a song that no one sings


"Toma o amor guardado entre as conchas da minha mão. Dentro delas ouvi as ondas quebrando-se em pedras e o espetáculo de um pequeno musgo nascido à beira de um raio de sol. Dentro delas, ouvi a terra aninhando sementes e plantas entrelaçando a ponta de suas raízes. Finas raízes tentando sustentar o mundo sob as placas de cimento. As placas de cimento, de onde germinam as casas e crescem as pessoas, entrelaçando a ponta de seus braços e o mais fundo de seus corpos pela noite escura. Dentro delas, ouvi o mundo inteiro tentando ser par... e ouvi a ponta de tuas asas tocando minhas costas nuas, teu instrumento de cordas e suspiros profundos."


[rita apoena]

.

.acordei com a fé alheia. com o gosto de canela. e com ela:

4 comentários:

fernanda,1bej disse...

um pouco confuso para mim, mas ainda assim lindo.

™Deka disse...

Uau...
Para o dia chuvoso e a melancolia que estou, como uma luva...
Beijo.

Prity disse...

Cimento, sempre o cimento a limitar o colorido.

@Café disse...

o que é esse som menina?! muito bom... mais uma amiga se apaixonou pelo teu blog.. meu vício! Bjos Ana!