sábado, 17 de janeiro de 2009

.igualdade sexual

"A notícia foi transmitida através de um site: uma norueguesa de 23 anos foi condenada a nove meses de prisão por ter violentado sexualmente um homem. Como é que é? Vamos aos detalhes: o homem estava deitado num sofá, no meio de uma festa. Totalmente apagado. Horas depois, acordou com uma mulher desconhecida fazendo sexo oral nele.

Quando li a notícia, dezenas de frases acorreram à minha mente: ah, o cara não é chegado, o juiz foi severo demais, a maioria dos homens que eu conheço agradeceriam esse final de noite inesperado.

O machismo tomou conta do meu cérebro e só depois, aos poucos, consegui avaliar a situação mais sensatamente. Por que um homem tem que achar sempre maravilhoso que uma mulher lhe preste homenagens desse tipo, mesmo quando não houve consentimento? E se o cara é casado e a esposa estava na festa? E se a situação o constrangeu? E se simplesmente não estivesse a fim, por acaso não teria o direito? Agora, a pergunta mais importante de todas: e se fosse ela quem estivesse desacordada no sofá e ele prestasse a mesma "homenagem" sem pedir licença? Aí mudaria totalmente de figura, é o que argumentaríamos.

Pois o juiz norueguês resolveu, numa atitude inédita naquele país - e creio que no mundo todo - que não muda de figura coisíssima nenhuma. Se um homem praticasse sexo oral numa mulher desacordada, isso seria considerado um ato de violência. Por que o contrário não deve ser também? A Escandinávia é a região do planeta onde a igualdade de direitos entre os sexos está mais desenvolvida. Em países como a Suécia, Dinamarca e na própria Noruega, os homens têm direito a uma longa licença-paternidade e mulheres têm uma vida sexual livre e sem patrulha, pra citar apenas dois exemplos desse igualitarismo, que ainda não é total, porém bastante avançado. O que o juiz fez foi levar essa igualdade ao pé da letra, rompendo algumas "tradições culturais", como a que sustenta que mulheres podem se negar a praticar sexo, mas homens devem estar sempre a postos. Ousado esse juiz. Deu um passo importante para refletirmos sobre o assunto, ainda que essa sentença fosse totalmente impensada no Brasil. Aqui, o violado que levasse o caso à justiça seria apedrejado em praça pública aos gritos de bo-io-la, bo-io-la. Ela? Capa da Playboy no dia seguinte."


[retirado do "coisas da vida", da martha medeiros, página 62.]

12 comentários:

Poly Jomasi disse...

caramba que interessante rsrs, adorei esse post, estranho pensar assim ner , mais lendo o post pensai exatamente como vc, depois a gente percebe como a sociedade manibula ner rsrs com o tempo a gente desfaz esse maxismo. ^^

Sophie disse...

Nossa! Como nós realmente nos impressionamos com uma notícia de um homem que acha ruim um assédio desses por uma mulher. Ou seja, aderimos aos pensamentos machistas remanescentes da sociedade!
Show esse post!
;D
=**

' Rôh disse...

Realmente...
Caralho, até o meio da historia tava achando estranho, mas depois de suas conclusões percebi que é puro machismo mesmo.
Bom, de qquer forma, adorei aki, obg pelo coment lá no status, rs

Abração^^

Lua Montenegro disse...

Realmente, tá mais do que certo esse juíz. Muito safadinha essa mulher ou seria seca mesmo? Até corajosa! Como ela pode fazer sexo oral num cara que ela nem conhece. Vai se ele tinha DST? Coraaagem!
Parabéns pela matéria!
Até

Julie... disse...

Achei interessantíssimo o post!Faz parar pra refletir o quanto temos em nós as convicções da sociedade. Aqui no Brasil, realmente teriam ovacionado o hombre... Ou, mais provável, ele nem entraria na justiça, contaria vantagem pros amigos e a mulher taxada de vagaba, com certeza.

bjo

Momentos...volupté! disse...

Direitos iguais!!! Sabe, acredito que além da questão cultural, como foi dito aqui que a garota seria uma “vagaba”, mas se fosse um cara era normal, ou estaria praticando atentado violento ao pudor, etc. Acho que serviu pra mostrar duas coisas em relação a direitos iguais, os das mulheres serem sexualmente ativas, resolvidas e irem em busca de seu prazer, independente dos outros e do homem, de se negar a ser simplesmente um estereotipo de macho que tem de comer todas!!! Posso dizer uma coisa com certeza de alguns anos de experiências sexuais, as mulheres estão cada dia mais resolvidas e ativas com sua sexualidade e que no meu caso acontecesse algo parecido, hoje, por ser casado, certamente não iria à justiça, a não ser que minha esposa soubesse, mas me sentiria muito mal, uma vez que estaria traindo alguém, que me comprometi ser fiel e principalmente por estar sendo usado inconscientemente. Se não fosse esse caso, certamente o que estava acontecendo iria ser uma outra bela história para meu blog...

Homero luz disse...

Nossa realmente é um pensamento machista o de que o cara não devia se encomodar, mas é como eu digo acho correto é obrigação de uma sociedade desenvolvida todos os seres humanos gozarem dos mesmos direito e deveres. Assim como homens acho que as mulheres devem ter direito de fazer sexo a hora que quizerem e com quem quizerem, desde que se cuidem. Mas a sociedade atual condena as mulheres que fazem dessa maneira.

O fato da condenação me surpreende positivamente, o cara não queria até talvez quisesse se pudesse escolher mas não vem ao fato, o fato é que como a lua falou um dos dois podia estar doente particularmente não recomendo sexo sem proteção, mas assim demonstra que as leis são iguai ao contrario do que já vi ocorrer no Brasil, foi sancionada a algum tempo atras uma lei chamada de Maria da penha, lei que pune violencia doestica como crime ediondo, o que está totalmente certo, mas algumas feministas reclamaram quando um homem foi espancado pela mulher e o juiz condenou a mesma baseado nessa lei.

O infeliz não tem culpa se a mioria esmagadora da violencia doméstica é praticada por homens, a ex-mulher dele batia nele e ele tinha direitos e exerceu, aliz essas reuniões de feministas são estranhas uma vez tentei participar mas não permitiram?

Não tenho nada contra esse movimento acho ele nescessario, mas me proibir de particiapr por ser homem não é sexismo?

.ana disse...

gente, como vcs escrevem!!!
o_0


[mas obrigada pelos comentários... sempre.]
=)

GueGue disse...

Aninha!!!
Fico feliz que vai la comentar!! Todos na verdade! Mas tu é daqui né (RS)!!
Bueno, Quando comecei a ler eu tava achando, putz o cara é viado... Mas depois quando continuei lendo, fui obrigada a concordar, iamgina, meu namorado numa festa e fizessem isso com ele...Meu chapéu de palha...
Eu iria odiar! E tenho certeza que ele... bom, não tenho certeza de nada numa situação dessas!! saisjaisjai

Beijãooo!

.duas doses de desdém - Gui disse...

Achei certo.Se isso fosse mais habitual não existiria tanta vadia por aí, especialmente as que dão em cima do namorado das outras.

beijo, linda!!!

Vítor Leal disse...

Confesso que não pensava ver uma coisa assim//
mas... justo!

D.Ramírez disse...

Tem uma explicação para isso:

Ela bem q tentou, mas dormindo o negocio nao funcionou, ai para nao ficar mal com as pessoas q viram, ele resolveu usar dessa estratégia, pois assim nao sairia mal no pedaço e todos olhariam ele como um homem sério...


kkkkkkkkkkkkkk
(claro q o q eu disse foi so uma brincadeira hemmm;..e nao estou afirmando nada, pq nao sei de nada sore esse caso, só li aqui) kkkkk

Mas q pode sr isso, pode..


rsss


besos