quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

.todo amor que houver nessa vida

[cazuza]

Eu quero a sorte de um amor tranqüilo
Com sabor de fruta mordida
Nós na batida, no embalo da rede
Matando a sede na saliva.

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia.

E ser artista no nosso convívio
Pelo inferno e céu de todo dia
Pra poesia que a gente não vive
Transformar o tédio em melodia.

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum veneno antimonotonia.

E se eu achar a tua fonte escondida
Te alcanço em cheio, o mel e a ferida
E o corpo inteiro como um furacão
Boca, nuca, mão e a tua mente não.

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum remédio que me dê alegria.


____________________________________



[coisamaislinda^^]

8 comentários:

GueGue disse...

Eu adoro essa música e também queria um amor tranquilo, mas as vezes é bom algumas coisas conturbadas... faz parte.. Beijos

.duas doses de desdém - Gui disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!!!!!!!

Me derreti toda feito a pera doce que se desmancha na minha boca neste momento :)

Sou tão suspeita quando se trata de Cazuza...tá aí uma das canções mais lindas dele!!

E a imagem: óinxi! linda linda!

Adorei!

Beijos com sabor de fruta mordida!!!


:)
Te adoro, garota!

.duas doses de desdém - Gui disse...

É um presente lindo ser "meio parecida" com VOCÊ!!

Sophie disse...

Já passei noites de insônia ouvindo esse maravilhosa música. Muitao linda.
E coisa mais linda mesmo essa imagem ;D
=**

Momentos...volupté! disse...

Na voz da Cassia Eller...mais show ainda!!! E essa onça na preguiça, deve estar de barriga cheia!!!

Nanda disse...

lindo lindo.. cazuza é sempre lindo de morrer.

Alternativa disse...

Salve cazuza.

A sorte de um amor tranquilo...

tomazmusso disse...

isso que é xodó hein! que coisa gostosa...