segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

.então chegamos ao fim


quando criança, eu adorava essa época de festas. natal e ano-novo pra mim eram as datas mais legais do ano - depois do meu aniversário, lógico.

quando adolescente, eu tinha o hábito de mandar cartões para minhas amigas, via correio. mesmo nos vendo todo santo dia no colégio, e durante as férias nos ligando como loucas, nunca faltavam os cartões. hábito esse que também foi se perdendo com o tempo... e nós fomos nos afastando, a vida levando uma para cada lado...

agora sei lá. já vivi tantos fins-de-ano, e a cada vez mais parece que as coisas tendem a ficar superficiais e sem sentido.

tudo muito repetitivo.


pois bem... ontem, no meio de uma marchada em família - bem divertida, por sinal - dei uma lida na crônica da martha medeiros, no caderno donna zh. e ela aborda o tema do natal de uma forma muito interessante, baseada num livro do drummond que leu recentemente... e finaliza o texto com sugestões de frases "necessárias e bem mais brilhantes do que qualquer uma que eu possa inventar nessa época de tão pouca novidade", diz ela.

então, o trechinho final:


"Se você pudesse mandar um cartão para si mesmo (e pode), o que escreveria nele, que vacina aplicaria a si próprio? Pense em qualquer frase, seja um lugar comum ou incomum, algo profundo ou raso, inventada por você ou pelo acaso.
.
"Troque a tristeza pelo alívio"
.
"Não queira nada dos outros que já não seja seu"
.
"Pare de lutar tanto pela manutenção do tédio"
.
"Viver é existir sem medo"
.
"Espante-se consigo próprio"
.
"Melhor ter uma vida imperfeita que imitar a vida perfeita dos outros"
.
O que mais? Pesquise, vá atrás do que você andou sublinhando por aí, lembre de algo que lhe comoveu ou que lhe fez rir muito, procure nos livros de poesia, de filosofia - ou nos livros de sacanagem, por que não?
Nesse Natal, mande um cartão endereçado a você mesmo. Em poucas palavras, coloque ali a vacina que vai salvá-lo em 2009.
[...]
Feliz reencontro com o que você deseja."
.
.

5 comentários:

.duas doses de desdém - Gui disse...

"Viver é existir sem medo"

Que lindo!!!!

D.Ramírez disse...

Desejar um feliz Natal e um próspero Ano todo pra vc que tanto gosto daqui e tenho um carinho muito grande por você. Desejo tbm que continue sempre sendo você e claro, sempre melhor e que nos abrilhante com seu blog sempre. Tudo de bom em 2009!

Besos!!!

Vítor Leal disse...

Legal a idéia,
mas sabe que com esse negócio de aniversário e fim de anoeu já tenho repensado muita coisa...claro que não colocando no papel dessa forma, mas tenho conseguido ver as coisas de forma mais clara...
acho triste que o natal tenha virado uma data apenas de troca de presentes! Podia ser uma data mais reflexão omo assim como vcs (Marta e tu) propõem!
Abraços!!

Ice Ice Baby disse...

pra mim natal e festividades em geral tb perderam um pouco o sentido...é um dia como outro qualquer..só é mais legal pq eu não tenho q ir trabalhar!!!


bjs chuchu e bom natal!

Alternativa disse...

"Não queira nada dos outros que já não seja seu"
.
"Pare de lutar tanto pela manutenção do tédio"

FODA!!! tem coisas incrivelmente obvias e esqucidas que so leio por aqui!!!

um bjo enorme e feliz natal atrasado pra vc!