quarta-feira, 8 de outubro de 2008

.fato

[dedicado a um amigo 'muy' oportunista: agora se foi.]

"Não há uma fatalidade exterior.
Mas existe uma fatalidade interior: há sempre um minuto em que nos descobrimos vulneráveis; então, os erros atraem-nos como uma vertigem."


[antoine de saint-exupéry]
.

2 comentários:

.duas doses de desdém disse...

Ah com certeza..muito "verdade" isso!

beijo, linda!

Alternativa disse...

as perturbações, doces ou amargas, excitantes ou assustadoras... todas vem de dentro, nunca de fora.