segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

.por não estarem mais distraídos

"Havia a levíssima embriaguez de andarem juntos, a alegria como quando se sente a garganta um pouco seca e se vê que, por admiração, se estava de boca entreaberta: eles respiravam de antemão o ar que estava à frente, e ter esta sede era a própria água deles.

Andavam por ruas e ruas falando e rindo, falavam e riam para dar matéria e peso à levíssima embriaguez que era a alegria da sede deles.

Por causa de carros e pessoas, às vezes eles se tocavam, e ao toque - a sede é a graça, mas as águas são uma beleza de escuras - e ao toque brilhava o brilho da água deles, a boca ficando um pouco mais seca de admiração. Como eles admiravam estarem juntos!

Até que tudo se transformou em não.
Tudo se transformou em não quando eles quiseram essa mesma alegria deles. Então a grande dança dos erros.
O cerimonial das palavras desacertadas.

Ele procurava e não via, ela não via que ele não vira, ela que estava ali.
No entanto ele que estava ali.
Tudo errou, e havia a grande poeira das ruas, e quanto mais erravam, mais com aspereza queriam, sem um sorriso.
Tudo só porque tinham prestado atenção, só porque não estavam bastante distraídos.
Só porque, de súbito, exigentes e duros, quiseram ter o que já tinham.
Tudo porque quiseram dar um nome; porque quiseram ser, eles que eram.
Foram então aprender que, não se estando distraído, o telefone não toca, e é preciso sair de casa para que a carta chegue, e quando o telefone finalmente toca, o deserto da espera já cortou os fios.

Tudo, tudo por não estarem mais distraídos."
.
.
.clarice lispector

5 comentários:

The Heart of Lilith disse...

não gostei
me tira as esperanças
coloca algo mais animadinho p mim, vai!



*chora no cantinho da vida*

.duas doses de desdém disse...

Clarice me vira do avesso!

bjão, Ana querida ;***

Gabriela Coutinho disse...

Que legal, isto me lembra que gosto de um cara e que as vezes fico desgostosa por que ele não quer algo sério e aí eu me lembro :" Tudo só porque tinham prestado atenção, só porque não estavam bastante distraídos.
Só porque, de súbito, exigentes e duros, quiseram ter o que já tinham.
Tudo porque quiseram dar um nome; porque quiseram ser, eles que eram."


Tipo assim.

GueGue disse...

Oi aninha! minha enquete deu problema, se der vota loa denovo ta??!! beijoss

GueGue disse...

obrigadíssima!! suhaushau

Beijo!